O QUE É SAÚDE?

 

sAÚDE – Está realmente saudável a pessoa pelo simples motivo de que não se sente doente? Bem, quantas vezes já ouviu falar de pessoas que pareciam  saudáveis, mas que subitamente morreram de uma causa inesperada? Os relatórios mostram que, anualmente, cerca de um quinto dos que morrem de doenças do coração não apresentavam o menor indício de que algo não ia bem com eles. É evidente que sentir-se bem ou fisicamente apto não é garantia de que a pessoa tenha boa saúde

 

  •      Na realidade, estar saudável significa mais do que simplesmente não estar doente. Por certo, a hereditariedade e o ambiente desempenham seus papéis, mas, sob circunstâncias normais, o nosso modo de vida talvez seja o fator mais importante que governa a nossa saúde. O que comemos e bebemos, quão ativos somos, quanto descansamos, como reagimos ao stress, e vários outros hábitos pessoais servirão para melhorar nossa saúde ou para prejudicá-la. Assim, em grande medida, a nossa saúde é aquilo que fazemos dela. 

ARTIGOS RECENTES

 

A SAÚDE E O ESTILO DE VIDA

  •        Sabe-se muito bem, por exemplo, que em muitas grandes empresas nipônicas, os funcionários seguem todo dia rigorosas rotinas de exercícios. Com que resultado? “Existe um considerável conjunto estatístico que dá peso ao conceito de que os trabalhadores japoneses são os mais saudáveis do mundo”, afirma a revista noticiosa Asiaweek.

 

  •      Por outro lado, a notícia indica que, no Japão, “o câncer é a causa de cerca de uma morte em cada quatro; os ataques do coração e a apoplexia, de um em cada cinco, e as doenças respiratórias de um em cada doze. Um varão em cada 52 se mata (para as mulheres, a taxa de suicídios é de uma em cada 70)”.

 

SAÚDE | FATORES QUE A DETERMINAM


fatores de saúde

 

  •      Pode-se construir uma casa modesta usando-se tábuas, pregos e chapas corrugadas, mas as várias partes da casa em geral são sustentadas por quatro colunas de canto. A saúde também é determinada por vários fatores, todos relacionados com quatro “colunas”: (1) atitudes e práticas, (2) ambiente, (3) assistência médica e (4) constituição biológica. Assim como você pode reforçar a casa melhorando a qualidade das colunas, você pode melhorar a saúde aprimorando a qualidade desses fatores.

 

  •          HERDAMOS um sistema de  que se baseia no conceito de que, para se ter saúde, só é preciso consultar o médico. Se a pessoa fica doente, ela vai ao médico. As duas garrafas de whiskey que ela bebeu nem vêm ao caso. Sua vida sedentária não vem ao caso. Ela vai ao médico e diz: “Cure-me, doutor.” Daí, o médico lhe dá alguma coisa para engolir, injeta algo no seu braço, corta aqui, remenda ali. Estou falando grosseiramente, como você vai entender, só para deixar tudo bem claro, mas esse conceito prevalece.

 

  •      Cometemos o erro de considerar os problemas da sociedade como problemas médicos. Suicídio, desnutrição e drogas tornaram-se problemas médicos. Mas não são. Não são nem sequer problemas de saúde. São problemas sociais com conseqüências no campo da saúde e da assistência médica.

 

  •         É claro, então, que nossa saúde reflete a soma total de nosso estilo de vida e de nossos hábitos cotidianos. A boa saúde envolve um modo de vida equilibrado, que resulta em nosso bem-estar físico, mental, emocional e social, habilitando-nos a conviver com nosso meio ambiente e derivar razoável alegria e satisfação de nossas atividades diárias. Que podemos fazer para alcançar isto?

 

 

Facebook Comments

PDF24    ENVIE ESTE ARTIGO EM PDF